Pages

29 de ago de 2010

Ponto pro cinema brasileiro

Sou defensora assídua e espectadora fervorosa do cinema brasileiro. Estou em festa!!
Em 1962, cinco jovens abastados fizeram o filme “Cinco vezes favela”, um dos fundadores do cinema novo.
Agora em 2010, quarenta anos depois “Cinco vezes favela, agora por nós mesmos”, produzido por Cacá Diegues, um dos abastados de 1961, mostra a favela através da ótica de seus próprios moradores.
“Contrapondo a obra de 1962 com a de hoje, a versão de 2010 pode ser enquadrada como revisão crítica do ideário esquerdista de usar a arte para conscientizar as massas. O papo agora é colocar as massas para conscientizar as artes”, saiu na Folha de S. Paulo. Muito bom, com toda a certeza, esse é da melhor qualidade.

Julia

0 comentários: